Simplesmente imperdível esse trilhão dos TTT de Santiago. Quem foi ano passado repetiu a dose esse ano. E quem foi esse ano certamente repetirá a dose ano que vem.


No deslocamento á Santiago no sábado á tarde, tivemos problemas mecânicos no carro, resolvidos pelo nosso amigo Izolam de Santo Ângelo, que nos rebocou até o destino. Daí p/ frente, ficamos nas mãos de nossos amigos Fredy e Alexandre, que nos deixaram um pouco mal, de tanta cerveja e carne, sem contar na pronta providência da reforma do carro. Não se preocupem, pois esse tratamento ” vip ” é somente p/ os trilheiros que quebram o carro na viagem. No domingo teve mais 3 Lokodomato que sairam de Santa Rosa ás 4h da manhã em direção á Santiago.


A trilha no domingo começou pelas 9:30h, dividida em 3 partes, cada qual c/ retorno a base de acampamento, onde eram revisadas as motos e providenciado a reposição de energia aos trilheiros. Logo no início da trilha, um morro básico p/ aquecimento dos pilotos. Muitos tiveram a necessidade de 2 ou 3 tentativas p/ passar e quando isso não adiantava, o ” deixa pra mim ” era usado. E como sempre, a quantidade de pedras impressiona, principalmente na 1ª etapa da trilha, o que exige do piloto muita perícia e redobrada atenção. Tivemos um incidente grave c/ nosso amigo Rodolfo, que irá tirar algumas férias das trilhas. Esperamos que tenha uma rápida recuperação.


Parabéns ao Grupo de Trilheiros TTT de Santiago, pelo 2º Trilhão Sai da Toca, com o lema ” Eu Sobrevivi “, frase que todos puderam se orgulhar, pois colocaram a prova sua resistência física e perícia de pilotagem. E obrigado pelos boms momentos de aventura que passamos juntos.