Enfim, a trilha noturna foi realizada. A escuridão já é um diferencial grande e quando este vem somado á chuva, se completa os ingredientes que testa todas habilidades do piloto. E estas habilidades já foram colocadas á prova no 1º barranco abaixo da oficina do pato onde nem todas as motos subiram e “desceram” pelo processo normal. Mas tudo acabou bem, lá pelas 11h da noite, onde todos voltaram p/ casa e dormiram como uns anjinhos.


No sábado pela manhã, alguns trilheiros participaram das provas de orientação no quartel. Claro que nenhum deles foi na trilha noturna do dia anterior, pois ao contrário, teríamos um mega-super-trilheiro.


E o sábado á tarde, teve trilha normal p/ os que não fizeram a trilha noturna e teve alguns que aproveitaram o belo dia p/ arrumar e abrir as trilhas.